Resenha - Todo Dia

Título: Todo Dia
Autor: David Levithan
Editora: Galera Record
Páginas: 280
Onde Encontrar: Skoob
Onde Comprar: Editora Galera Record

Neste novo romance, David Levithan leva a criatividade a outro patamar. Seu protagonista, A, acorda todo dia em um corpo diferente. Não importa o lugar, o gênero ou a personalidade, A precisa se adaptar ao novo corpo, mesmo que só por um dia. Depois de 16 anos vivendo assim, A já aprendeu a seguir as próprias regras: nunca interferir, nem se envolver. Até que uma manhã acorda no corpo de Justin e conhece sua namorada, Rhiannon. A partir desse momento, todas as suas prioridades mudam, e, conforme se envolvem mais, lutando para se reencontrar a cada 24 horas, A e Rhiannon precisam questionar tudo em nome do amor.


Incrivelmente inteligente e desafiador. Após me aventurar com Will Grayson e will grayson em 'Will & Will' (resenha aqui) , personagens narrados por John Green e David Levithan, não poderia deixar de ler 'Todo Dia', e tive a decisão unânime de que Levithan realmente superou-se em uma narrativa apresentada por "A", um jovem que tem a habilidade de hospedar-se diariamente em corpos diferentes, ele não pode ser definido em garota ou garoto, pobre ou rico, raça ou religião... Ele define-se apenas em ser quem é ou tornou-se ser, pelo tempo de 24 horas!
- Irei referir-me a "A" sempre no gênero masculino, já que foi uma escolha da editora para defini-lo! :))

"Todos nós temos mistérios, especialmente quando vistos pelo lado de dentro." - Pág. 8

"A" apresenta tal habilidade há 16 anos de existência, tinha como hábito passar pela vida das pessoas despercebidamente, sem interferir em suas ações e emoções, deixava-se apenas ser quem tornou-se. Até que em uma manhã definida por "A" comum a todas às outras, ele acorda no corpo de Justin, um jovem fumante, descuidado, não-apaixonado e namorado de Rhiannon.

"Lampejos de Rhiannon surgem em minha mente. Tento suprimi-los, mas não é fácil controlar. Quando você experimenta algo grandioso, o momento persiste em toda parte para a qual você olha, e quer ocupar todas as palavras que você diz." - Pág. 33

Após ver-se nos olhos amorosos de Rhiannon, "A" passa a não responder mais por suas próprias emoções em não interferir nas ações do corpo que habita, ele apaixona-se perdidamente, mas é colocado frente a uma difícil incógnita: como fazer este relacionamento dar certo se diariamente ele torna-se uma pessoa diferente?

"Apaixonar-se por alguém não significa que você saiba como a pessoa se sente. Significa apenas que você sabe como você se sente." - Pág. 84

"- Você tenta deixar a vida delas do jeito que encontrou.
- Isso.
- Mas e quanto a Justin? O que tornou a vida dele tão diferente?
- Você - respondo.
Uma palavra apenas, e ela finalmente entende. Só uma palavra, e a porta para a grandiosidade finalmente se abre." - Pág. 114

A leitura fluiu super rápida, tendo como ponto chave para tal, capítulos pequenos e uma vontade incessante de querer ler, ler e ler sem parar. :))
O personagem criado por David apresentou-me momentos e circunstâncias de muita reflexão, uma das partes mais marcantes da leitura foi quando "A" apresentou uma maneira diferente de se ver a vida ou até mesmo de melhor valorizá-la, estando em um único corpo e estando em vários diariamente.
- Quote abaixo!

"- É só que, sei que parece um modo horrível de se viver, mas eu já vi muitas coisas. É muito difícil tem uma noção verdadeira do que é a vida quando se está num único corpo. Você fica tão preso a quem você é. Mas quando quem você é muda todos os dias, você fica mais próximo da universalidade. Mesmo dos detalhes mais triviais. Você percebe que as cerejas têm gosto diferente para pessoas diferentes. Que o azul parece diferente. Você vê todos os estranhos rituais que os garotos têm para demonstrar afeição sem admitir. Você aprende que, se um dos pais lê para você no fim do dia, é sinal de que é um bom pai, porque já viu muitos outros pais que não têm tempo para isso. Você aprende o verdadeiro valor de um dia, porque todos os dias são diferentes. Se você perguntar à maioria das pessoas qual a diferença entre a segunda e a terça-feira, provavelmente vão responder dizendo o que comeram no jantar à noite. Eu, não. Ao enxergar o mundo de tantos ângulos, percebo melhor a dimensão dele." - Pág. 94

Creio eu, que não preciso dizer que é "A"mor demais, que o livro e o autor entraram para minha lista de favoritos e claro, que é leitura mais que recomendada né?!
Editora Galera Record meus parabéns pelo lançamento de um livro excelente! <3


- Este livro foi uma cortesia da Editora Galera Record.

6 comentários

  1. Eu estou louca para ler esse livro, logo quando li a sinopse fiquei encantada e bastante curiosa. Espero que eu o adquira o mais rápido possível. Bela resenha, parabéns! Beijos.

    www.livro-apaixonado.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Emily! :D
      O livro é simplesmente encantador, vale muito a pena ler, você não irá se arrepender!
      Obrigada pelo elogio flor! :S
      Beijos e volte sempre!
      :*

      Excluir
  2. Aaaai, começando a ler nesse exato momento. A resenha veio na hora certa ;)

    www.facebook.com/livredujour1
    www.livredujour.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá LivreDuJour! :)
      Fico feliz que a resenha tenha vindo a calhar e ainda mais contente por estar iniciando a leitura de um livro excelente!
      Não irá se arrepender e tenho certeza que irá ficar totalmente 'in love' e em uma ressaca literária daquelas, assim como estou até hoje! :D
      Beijos e volte sempre!
      :*

      Excluir
  3. Adorei a temática de Todod Dia, totalmente inusitada. Acho q poucas pessoas poderiam ter imaginado uma prisão tão diferente como essa q é estar preso ao corpo de pessoas diferentes a cada 24 horas. Bela resenha. Merece sim, ser lido!

    Adriana Medeiros

    minhavelhaestante1.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é simplesmente apaixonante mesmo Adriana! :)
      Fico feliz de encontrar pessoas que como eu também amaram a história de "A"!
      Quero demais ler mais livros do Levithan e você?
      Obrigada pelo elogio flor, bom demais saber que gostou da resenha!
      Beijos e volte sempre!

      Excluir